ago 17

Estudantes criam mesa digital multitoque totalmente operada por softwares livres


Instigados pelo professor a criar uma aplicação multitoque semelhante ao Surface, o computador em forma de mesa apresentado pela Microsoft no ano passado, um grupo de alunos dos cursos de Ciência da Computação e Engenharia de Telecomunicações do Centro Universitário Unilasalle, em Canoas, não se intimidou. Seis meses foi o tempo necessário para que a resposta ao desafio se concretizasse em um PC comandado pelo toque de dedos em uma superfície de acrílico. A versão gaúcha do engenho da empresa de Bill Gates tem a vantagem de um custo bem mais acessível.

mesa digital foto1 mesa digital foto2 mesa digital foto3

– O componente mais caro da mesa é o projetor de imagens que tomamos emprestado da instituição. O resto do equipamento custou cerca de R$ 500 – explica o professor Gaspare Bruno, coordenador do projeto.



Todo o equipamento é controlado por programas de código aberto: o sistema operacional é o Ubuntu, um software específico (Touchlib) reconhece os toques na superfície de acrílico e alguns aplicativos, como o Multitouch Media Aplication (para visualizar fotos e vídeos na tela) e o Multikey (que simula instrumentos musicais) são usados na execução de tarefas específicas.

O uso educacional é a primeira aplicação prática que o grupo formado por Fábio Biscaglia e Luis Wolfarth, alunos de Engenharia de Telecomunicações, e Fernando Zank Correa Evangelista, Jonas Friedrich e Leonardo Bays, do curso de Ciência da Computação, vislumbram para o invento.

– O futuro da computação é o multitoque. Trabalhamos para tornar esse novo ambiente o mais amigável possível – explica Gaspare.

Agora, para que possam se dedicar integralmente ao aperfeiçoamento da idéia, os estudantes estão em busca de um parceiro privado interessado em financiar a adaptação do protótipo a uma necessidade específica.

Como funciona o invento:

1 – Os comandos são dados por toques em uma mesa de acrílico onde aparecem as imagens geradas pelo computador, como as teclas de comando. Essas imagens são exibidas por meio de um projetor (data show) instalado sob a mesa.

2 – As bordas da mesa são rodeadas por cerca de 80 LEDs de infravermelho. Quando os dedos tocam a superfície da mesa, há uma variação (difração) no sinal do infravermelho, que é refletida no espelho localizado embaixo da mesa.

3 – Esse reflexo é captado por uma webcam com filtro de infravermelho, também sob a estrutura. Essas variações na luminosidade são analisadas por um programa específico, o Touchlib, que funciona como uma biblioteca virtual, interpretando cada toque conforme sua posição na superfície da mesa e traduzindo-os na forma de comandos para o computador.

Como o Touchlib é uma biblioteca aberta, vários aplicativos podem funcionar em conjunto – ou novos serem desenvolvidos para operar de forma compatível. Experimentalmente, estão sendo usados softwares para visualizar fotos e vídeos e simular instrumentos musicais.

Fonte: ClicRBS
[BBL]tecnologia, inovação, invenção, software livre, multitoque, mesa digital, universidade, unilassale, Surface, Microsoft, Ciências da Computação [/BBL]

Escrito por Airton \\ tags: , , ,

4 Comentarios para “Estudantes criam mesa digital multitoque totalmente operada por softwares livres”

  1. Tiago Escreveu:

    essa mesa é muito legal, que ro ter uma dessas…

  2. Vagner Escreveu:

    é tecnologia de ponta, é o futuro.

  3. Denial Escreveu:

    Pô, muito bacana esta idéia. Tomara que tenham sucesso no desenvolvimento. Eu mesmo estou afim de criar um esquema multitoque aqui em casa, só pra ver se consigo.
    Vou procurar mais sobre o assunto.

    Abraço, Afarias!

  4. deives Escreveu:

    Onde posso encontrar dados para desenvolver uma? tenho tecnologia e conhecimento em eletrônica para montala..

Deixe seu comentário