jun 04

feijoada

Com a chegada do inverno, os brasileiros anseiam por opções mais quentes, como por exemplo, a feijoada, esta típica receita do Rio de Janeiro, sendo que para fazer uma bela feijoada, bem incrementada você gasta no máximo R$ 25,20 – para quatro pessoas (R$ 4,20 para cada um), comparando com os preços que variam entre 12 e 30 reais em restaurantes que servem este prato.
Conforme as orientações nutricionais desta receita, duas conchas podem ultrapassar mil calorias, metade do que uma pessoa deve consumir normalmente num dia inteiro. Para diminuir o prejuízo calórico, e sugerido diminuir o sal e o corte das gorduras da carne. Confira abaixo como fazer a Feijoada, e quanto custa em média cada alimento utilizado:

– 250g de pé de porco salgado – R$ 1,50
– 250g de rabo – R$ 2
– 250g de pele de porco salgada – R$ 1,50
– 250g de costela de porco – R$ 3
– 250g de bacon – R$ 4
– 250g de costela defumada – R$ 4
– 250g de linguicinha ?na – R$ 2,50
– 250g de linguiça paio – R$ 3,50
– 1 kg de feijão preto – R$ 3,20

Modo de preparar

Na véspera, ponha o feijão de molho.
Limpe e lave bem os miúdos do porco.
Dessalgue as carnes.
Cozinhe o feijão em bastante água com temperos verdes ao seu gosto.
Após uma hora de fervura, adicione as carnes e deixe por mais meia hora ou até que ?quem macias.
Por último, adicione as linguiças cortadas em pedaços grandes. Junte água quente em quantidade su?ciente para manter as carnes cobertas pelo caldo.
Durante o cozimento, retire a espuma que se formar na superfície. Deixe no fogo até o feijão ?car macio. À parte, refogue o alho no óleo e tempere o feijão. Ponha sal ou a pimenta.
Retire duas conchas de feijão e amasse bem com um garfo. Misture à feijoada e mantenha em fogo baixo até servir.



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

jan 23

A comida oriental conquista cada vez mais apreicadores na capital, fazendo aumentar o número de restaurantes especializados.

sushi

Na terra do churrasco, pratos crus, frios e à base de peixe vêm conquistando os consumidores. Cresce a oferta de comida oriental – há sushi até em supermercados e churrascarias – e surgem restaurantes com preços acessíveis.

Bryan Chaplin, coordenador da área de gastronomia do Senac Pelotas, observa que hoje o sushi pode ser comparado a um lanche popular, tanto pelo custo quanto pela oferta.

– Cada vez mais se busca alternativas saudáveis e a culinária japonesa é voltada para a medicina preventiva – afirma.

– Aparência atrai a clientela

O professor também destaca a aparência dos pratos, que atraem o consumidor, e a arte do preparo que, na maioria das vezes, pode ser vista do balcão dos restaurantes.

Com 15 anos de experiência no ramo, Rodrigo Farias de Oliveira, o Rodrigo Seninha, proprietário do Sushi Seninha, no Mercado Público, e um dos donos do Sashiburi, confirma a ascensão da comida.

– É uma gastronomia que já está inserida na nossa e a aceitação é muito boa. No Centro, atendemos do cobrador de ônibus ao empresário – destaca.

– Potencial para mais restaurantes

De acordo com Ismael Tiger, do Sushi by Cleber, e diretor do Sindicato da Hotelaria e Gastronomia de Porto Alegre (Sindpoa), da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do RS (Abrasel), atualmente há 26 restaurantes japoneses na Capital, mas há potencial para até 52 – o dobro.

– Comida que faz bem

– Fabiola Regianini, nutricionista do Hotel Sheraton de Porto Alegre, explica que a alimentação japonesa é uma das mais saudáveis do mundo.

– Fábio Figueiró, gerente da Temakeria Japesca, no Mercado Público, conta que, diariamente, são atendidas mil pessoas.

– Na escolha do estabelecimento, é importante verificar se o local se preocupa com a qualidade dos peixes, sempre frescos e armazenados em local frio, e toma cuidados de higiene.

– Há opções de temaki no Centro da Capital a partir de R$ 5. Algumas lojas oferecem combinações a partir de R$ 12, dependendo da quantidade.

– Não te assusta com os nomes!

– Wasabi: raiz-forte, um tempero, e deve ser utilizado em pequenas quantidades.

– Sushi: arroz temperado com molho de vinagre, açúcar e sal, com peixe ou frutos do mar, ou vegetais, ou frutas.

– Sashimi: é o peixe fatiado sem arroz.

– Temaki: é um sushi maior, em formato de cone, com recheio mais abundante. Geralmente, se come com as mãos.

– Uramaki: é um sushi enrolado com a alga para o lado de dentro, com arroz por fora e gergelim preto, branco ou colorido.

– Hossomaki: é o sushi redondo, em rolo.



Escrito por Airton \\ tags: , , , , ,