mar 08

hipertensao-arterial A hipertensão arterial é uma das mais freqüentes doenças cardiovasculares.

Ela é considerada uma doença silenciosa, e, geralmente, as pessoas têm baixa adesão ao tratamento deste mal. Além disso, é o principal fator de risco para outras doenças, como acidente vascular cerebral, infarto agudo do miocárdio, insuficiência renal e diabete mellitus. Então, cuide-se! A melhor forma de prevenir a hipertensão é modifi­cando o estilo de vida, incluindo atividades físicas, hábitos alimentares e o fim do taba­co, que eleva a pressão arterial.

Para prevenir a hipertensão, deve-se evitar alimentos ricos em sal, como os congelados, pré-preparados, enlatados, como azeitona, milho, ervilha em conserva e extrato de to­mate. Além disso, evite embutidos: mortadela, bacon e temperos, como caldos prontos.

Dicas

  • Não acrescente sal nos alimentos pron­tos;
  • Coma mais alimentos ricos em potás­sio: mamão, laranja, banana, melão, mara­cujá, cenoura e beterraba, e ricos em cáicio: leite desnatado, vegetais folhosos verde-es- curos, como mostarda, couve, brócolis, soja, semente de girassol e gergelim;
  • Evite alimentos com cafeína, como ca­fé, chá, chocolate e refrigerante;
  • Leia o rótulo dos alimentos industria­lizados e verifique sempre se há adição de sódio, como glutamato de sódio, cloreto de sódio e demais aditivos com sódio. Evite-os.
  • Controle seu peso com a prática de ati­vidade física e alimentação saudável.


Nutricionista do Mesa Brasil Sesc



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , ,

dez 27

maos1

Quer uma fonte confiável que revela como anda a sua saúde? Basta uma análise detalhada de suas unhas. Manchadas ou quebradiças, com aspecto opaco ou arroxeadas, elas indicam que algo não vai bem no organismo. Sabe a razão disso? Confira.

1. Produzir unhas saudáveis é uma tarefa complexa. Caso falte algum nutriente, a matriz ungueal, responsável pelo crescimento, compromete essa delicada parte do corpo.

2.  O diagnóstico por meio das unhas é tão eficiente que muitos médicos pedem para ver as mãos dos pacientes durante o exame clinico.

3.  Qualquer alteração nas unhas deve ser observada com rios. Sinalizam desde falta de nutrientes até problemas muito sérios.

?4. Segundo Robert Baran, criador do primeiro centro de diagnósticos e tratamento das doenças das unhas, as convexas e sem brilho são típicas de portadores de doença cardíaca ou pulmonar crônica. E as côncavas, especialmente em crianças, podem identificar um possível déficit de fero.

maoscommanchasavermelhadas

Observe com atenção:

• Manchas brancas: anemia, carência de zinco e proteínas, dematites de contato (alergias a esmalte, sabões e detergentes), psoríases, micoses, intoxicação por metais pesados, insuficiencia renal.

• Amareladas: comuns em fumantes, também indicam uso crônico de antibióticos, ingestão em excesso de betacaroteno (precursor da vitamina A, encontrado em cenoura, beterraba, mamão), diabetes, micoses e males do fígando.

 • Arroxeadas: micoses, tumores, uso de reméedios coagulantes, males cardiacos, lúpus eritematoso.

• Esverdeadas ou com inchaços, vermelhidão e dor que se expande ao redor dos dedos: infecsões bacterianas e micoses.

• Metade branca, metade avermelhada: problemas renais.

• Faixas negras: disfunções hormonais, micoses, tumores na matiz ungueal, câncer de pele (melanoma).

• Fracas, secas, quebradiças, com tendencia á descamação: falta de cálcio, além de zinco e vitaminas A, B e E. Também pode ser indicação de anemmia e de hipotireodismo.



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , , ,