ago 12

perguntas_frequentes_gripe_suina_2 Estou gripada, mas não tive febre, dor de cabeça ou dores no corpo. Devo me preocupar mesmo assim?

Sara Novaes Dias, Salvador (BA)

Se a febre não chegar aos 38°C, não há necessidade de procurar um médico. Mas fique atenta se os sintomas se agravarem. Caso isso ocorra, busque um profissional.

Aqui em casa estamos com um surto de gripe, a princípio comum. Descobrimos hoje que a colega de minha sobrinha (a primeira pessoa a apresentar os sintomas) está com suspeita da gripe A. Quais são as recomendações nesse caso?
Andrea Fernandes, Porto Alegre

Quem teve contato com algum paciente com o novo vírus também pode ter infectado e contagiado outras pessoas. Fique atento aos sintomas. Se ficarem fortes, é preciso consultar um médico para receber o tratamento adequado.

Se tenho plano de saúde e tiver sintomas, posso ser atendida no hospital particular do meu plano ou preciso procurar um público?
Cintia Nunes, Caxias do Sul

As duas opções estão corretas. Você pode procurar um médico em hospital particular que aceite o seu plano de saúde ou mesmo ir até um hospital público – todos estão capacitados para o atendimento. Além disso, os postos de saúde municipais estão atendendo suspeitos da gripe.

Soube de um paciente que foi mandado para casa duas vezes até voltar ao hospital com sintomas mais graves. Acabou morrendo. Como ter certeza de que teremos um diagnóstico certo?
Raquel Signor, Porto Alegre

O tratamento é sempre feito de acordo com o quadro clínico do paciente. A internação é indicada para os casos graves. Caso contrário, a pessoa deve seguir o tratamento em casa. Se o quadro piorar, o paciente deve voltar a buscar ajuda médica.

Caso o paciente não seja medicado, o que pode acontecer?
Paulo Farias, Porto Alegre

A medicação é dada de acordo com os sintomas e o agravamento da doença. O organismo pode reagir à gripe A assim como à influenza comum, porém, com mais dificuldade porque não há anticorpos contra o novo vírus.

Meu pai, de 81 anos, teve febre de 38,5°C, mal-estar e dor de garganta. O médico nos informou que nessa idade não há o menor risco de pegar gripe A. Eles estariam protegidos porque seus antepassados já tiveram essa gripe. Isso é possível?
Raquel Fernandes, Caxias do Sul

Qualquer pessoa corre o risco de ser infectada. Alguns estudos apontam para a hipótese de que as pessoas mais velhas possam estar mais resistentes à doença porque teriam entrado em contato com uma epidemia semelhante em 1957 e desenvolvido anticorpos para o vírus. Mas essa teoria não tem comprovação científica.

Se uma pessoa com gripe comum for tratada com Tamiflu e melhorar, mas em seguida pegar a gripe A e tiver de tomar o mesmo medicamento, ela estará resistente ao remédio? E se tiver a gripe A, mas não tomar o antiviral porque os sintomas foram brandos nos primeiros dois dias, mas depois piorar, o remédio fará efeito?
Elisiane Chaves, Pelotas

O Tamiflu tem eficácia comprovada apenas se for tomado até 48 horas depois do surgimento dos primeiros sintomas. Após, a eficácia começa a cair. O seu uso frequente aumenta as chances de a pessoa se tornar resistente ao medicamento, mas não é uma regra para todos os casos.

Como sabem que as pessoas morrem de pneumonia ou de gripe A se o exame demora 10 dias? Tenho uma filha de 12 anos cardiopata. O risco de contrair a doença é maior? Haverá mais complicações?
Roseli Perusato, Caxias do Sul

A gripe A por si só não leva à morte. O que mata são as suas complicações, e a principal delas é a pneumonia. Cardiopatas têm maior chance de complicações. É importante que tomem os cuidados necessários a partir da orientação dos médicos.

No mesmo ambiente de uma pessoa que está no 10° dia de gripe A, mesmo sem contato físico, posso pegar o vírus?
Sharon Reis, Porto Alegre

O isolamento indicado para um adulto gripado é de 10 dias. Para as crianças, o tempo é de 20 dias. Nesse período, quem tiver contato direto com os doentes pode ser infectado. Para evitar isso, é indicado lavar bem as mãos e evitar tocar nos olhos, na boca e no nariz.

Vou a Passo Fundo. Devo tomar precauções ou evitar a viagem, já que lá a doença está avançada?
Daiane Yasmin, Florianópolis (SC)

Com o vírus circulando por todo o país, não há recomendação oficial para que as pessoas deixem de ir de uma cidade para outra. Porém, se puder evitar, melhor. Fique atento para não ficar em lugares fechados e com aglomeração de pessoas. Lave sempre as mãos e mantenha distância de pessoas com sintomas.

Faz mal à saúde viajar com 50 pessoas dentro de um ônibus com ar-condicionado, por seis horas, de Porto Alegre a Florianópolis?
Marcos Garcia, Porto Alegre

Os ônibus de viagem são ambientes com grande risco de transmissão de qualquer vírus, por causa do ar-condicionado e da aglomeração de pessoas por muito tempo. Nesses casos, tente proteger a boca e o nariz e lave constantemente as mãos.

Tenho uma formatura em Uruguaiana, em 1º de agosto. A princípio, levaria minha filha de três meses. Agora estou em dúvida.
Nilian Sampedro, Porto Alegre

Não é recomendado levar uma criança tão nova para qualquer lugar com aglomeração de pessoas, independentemente da existência ou não da gripe A. Elas têm um sistema imunológico mais baixo do que o de um adulto.

O uso de máscaras é recomendado em que situações?
Thomas Angoneze, Porto Alegre

Sempre que houver a possibilidade de contato próximo (menos de um metro) com gripados, desde que seja utilizada corretamente. Ela perde a eficácia com o tempo e deve ser trocada sempre que ficar úmida. Alguns especialistas recomendam trocá-la três ou quatro vezes por dia.

Gostaria de saber se meu filho, que tem problema respiratório, corre risco de pegar essa gripe. Posso vaciná-lo contra a gripe? Ele deve continuar indo à escolinha?

Fabiane Silva Teixeira, Canoas

Qualquer pessoa pode ser infectada pelo vírus, mas os pacientes com problemas respiratórios têm mais risco de desenvolver complicações. É preciso redobrar a atenção caso os sintomas apareçam. A vacina da gripe ajuda a prevenir contra o influenza sazonal, e não contra a nova gripe. A criança pode seguir indo à escolinha normalmente, desde que não haja surto da gripe no local.

Tenho um filho de três anos na escolinha. Trabalho o dia inteiro e tenho de levá-lo mesmo com frio e chuva. Como protegê-lo? Estou trabalhando bastante o sistema imunológico dele. Só isso adianta?
Rosemeri de Almeida, Uruguaiana

É muito bom deixar o sistema imunológico em dia, com alimentação saudável e exercícios físicos regulares. Ele pode continuar indo à escola, mas deve estar sempre bem agasalhado e protegido contra a chuva.
Fontes: Claudio Stadnik, professor de infectologia da Ulbra, Flávia Bravo, coordenadora médica do Centro Brasileiro de Medicina do Viajante (CBMEVi), Juarez Cunha, pediatra, e Lessandra Michelim, infectologista do Hospital Geral de Caxias do Sul e professora da UCS



Fonte: Zero Hora



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , ,