mai 15

distimia

Se de uma hora para a outra, sem motivo aparente, você se pega reclamando de tudo e passa a maior parte do tempo de mau humor, com dificuldades em sentir prazer em atividades de rotina, sempre com cansaço e falta de energia, fique atento, você pode estar sofrendo de uma doença chamada distimia.

A distimia é um transtorno de humor, considerado um tipo de depressão leve que ocorre em cerca de 5% da população geral e acomete três vezes mais mulheres do que homens.

Tratamento

Os médicos afirmam que, em alguns casos, há possibilidade de cura. Em outros, porém, o tratamento é constante e sem previsão de término. “Isso depende de cada pessoa, mas o tratamento é feito por meio de medicamentos antidepressivos e psicoterapia, assim como em outros casos de depressão”, conta Moreno

Quando o mau humor vira doença

Fique atento
É comum passar por situações que provocam o mau humor. A irritação e a impaciência vêm, por exemplo, quando estamos presos no trânsito, com calor ou frio demais ou quando sentimos uma dor forte. Mas quando a rabugice é predominante na maior parte do tempo e está associada a outros sintomas é sinal de que é necessário procurar um médico, pois pode se tratar de distimia

O que é
Distimia é um transtorno do humor. É considerada um tipo de depressão leve. Se o mau humor é predominante durante a maior parte do dia e dura meses ou anos, a pessoa pode estar sofrendo de distimia. Mas apenas um profissional poderá dar o diagnóstico da doença e indicar o tratamento adequado

Sintomas
– Mau humor que dura a maior parte do dia
– Cansaço ou sensação de falta de energia
– Preocupação excessiva
– Alteração no sono e no apetite
– Baixa auto-estima, irritabilidade, negativismo desânimo e melancolia
– Mesmo as atividades mais simples passam a exigir muito esforço
– Dificuldade de sentir prazer com o dia-a-dia
– Dificuldade para se concentrar, tomar decisões e acompanhar o ritmo dos colegas de trabalho
– Insatisfação constante e tendência a supervalorizar acontecimentos negativos

Quem pode ter
– Pessoas de todas as idades
– Acomete de duas a três vezes mais mulheres do que homens
– É mais comum entre jovens adultos (entre 25 e 35 anos)

Pode provocar
– Isolamento social
– Problemas conjugais e familiares
– Queda no desempenho profissional e escolar
– Abuso de drogas e alcoolismo

Tratamento
Na maioria dos casos o tratamento é feito com o uso de medicamentos antidepressivos e com psicoterapia



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , ,

mar 27

Todos sentem um desconforto no trabalho, ou ficam tensos por estarem muito anciosos com alguma coisa, e podem tender a ter depressão. Dicas de conforto como estas podem ajudar, e com um pouco de tempo, sua rotina pode mudar para melhor, ajudará em cada momento de sua vida.

1- Desintoxique-se:pratique a alimentação desintoxicante diariamente, fazendo uso dos sucos desintoxicantes de 1 a 3 vezes/dia, sendo o primeiro em jejum, logo ao levantar. Desta forma já fica declarado: desejo tomar este banho interno diariamente, favorecendo assim que cada célula do meu organismo se alivie de toda a carga tóxica que existe em mim. Seja no físico, emocional, psicológico ou até mesmo no espiritual.

2- Alongue-se: já temos falado sobre os benefícios da atividade física como um excelente antídoto para a ansiedade e o estresse. Agora, uma esticada de cinco minutos antes de dormir pode fazer maravilhas pelo sono. Exercícios simples e rápidos dão uma mão para que o corpo comece a se desligar das tensões.

3- O ritmo da vida: as leis naturais obedecem a um ritmo. Existe hora para acordar, se alimentar, trabalhar e relaxar. O organismo gosta de rotinas e elas podem favorecer no combate à ansiedade que sai dos trilhos. Quanto mais regular o horário das refeições, melhor a digestão e o aproveitamento dos alimentos, tão fundamental num organismo e sistema nervoso central tão debilitados.

4- Faça arte: ela nos ajuda a expressar emoções bloqueadas, trazendo alívios e soluções. Cerque-se de cores, papéis, pincéis, tesoura, massinha e deixe a sua criança se divertir e brincar. Faça colagem ou risque e rabisque mandalas. Seja o que fôr, permita que seja catártico, espontâneo e divertido. Chore, ria, dance e cante, pois tenha certeza que seus males serão espantados.

5- Ficar só: experimente ficar por um tempo escutando e dando atenção somente para você. Não deixe ninguém importuná-lo. Então, use esse momento precioso para o que quiser: refletir sobre a vida, ouvir música, ver fotos. Desligue o telefone, computador e tranque o quarto. O importante é dedicar-se a você.

6- Pratique yoga, tai chi chan ou alguma prática oriental: sem risco de se machucar, você ainda re-aprende a respirar, meditar e flexibilizar todas as suas couraças musculares.

7- Receba massagem: pode ser shiatsu, ayurvédica, relaxante, enfim, aquela que te permite relaxar e sair renovado, desempenado. Coloque na sua agenda: 1 vez/semana e não abra mão deste carinho/presente para você mesmo.

8- Valorize bons momentos: tenha a gratidão de ter sempre por perto de seus pensamentos recordações de bons momentos, quando a felicidade ocupou todos os seus espaços. É responsabilidade nossa mudar os pensamentos destrutivos e negativos e colocar no lugar os bons pensamentos. Faça uma lista destes momentos e use-os toda vez que vierem aqueles filmes repetitivos que não constroem NADA de bom para a sua vida.

9- Sem exagero: a ansiedade gosta de transformar copos de água em tempestades. Neste momento, rir é o melhor remédio, porque sinceramente, é patético pensar que um copo de água vai alagar e submergir sua vida.

10- Pega leve: todo mundo tem o direito de errar ou de cometer uma gafe de quando em vez. Excesso de controle e perfeição só serve para FRUSTRAR e deprimir. Nenhum coração aguenta isso. Tente ser mais seu amigo, mais condescendente, mais tolerante e mais LIGHT.




Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , , , , ,