out 02

Quando o despertador nos chama para mais um dia de trabalho às vezes dá uma preguiça enorme de levantar de imediato e recorremos àqueles famosos “cinco minutinhos”. Mas ficar adiando o início de mais um dia só vai potencializar nossa falta de disposição, sabia?

alongamento-inicio-do-diaPor isso, que tal espantar o sono ao primeiro toque do despertador, dar uma boa espreguiçada e fazer alguns alongamentos para começar bem o dia? O personal trainer Robson Santos explica que a prática torna o corpo mais flexível e nos traz sensações de alívio e bem-estar imediato. Consequentemente, ficamos com mais disposição para pegar no batente.

“O equilíbrio saudável do corpo está em possuir três capacidades físicas: força muscular, condicionamento cardiovascular e flexibilidade. Na deficiência de qualquer uma delas o indivíduo terá problemas”, diz Robson. “A flexibilidade, por exemplo, está intimamente ligada a problemas posturais e dores pelo corpo”, completa.

Não pense que alongamentos são feitos apenas antes e depois dos exercícios físicos. A prática é relaxante e pode ser realizada várias vezes ao dia, até mesmo antes das nossas atividades rotineiras. “Quando não nos alongamos adequadamente sentimos cansaço e dores em diversas regiões do corpo. Parece que a musculatura fica presa e os movimentos mais curtos e difíceis de serem realizados”, comenta o personal trainer.

É sempre bom procurar a orientação de um profissional de Educação Física antes de iniciar qualquer atividade. Você pode aprender os movimentos e fazer em casa mesmo! Para lhe ajudar Robson Santos explicou o passo a passo de alguns alongamentos para o Cyber Diet. Aprenda, faça em casa e espante a preguiça!

1 – Alongamento para musculatura posterior da coxa

alongamento-para-musculatura-posterior-da-coxa-01Com o quadril direcionado para frente, coloque a perna sobre um apoio (um degrau de escada ou cadeira), mantenha a coluna reta e flexione somente o quadril para frente (não deixe a coluna curvar). “Este alongamento ajuda a soltar a musculatura na parte de traz da coxa, que fica encurtada por passarmos grande parte do dia sentados”, explica Robson.

2 – Alongamento da musculatura do glúteo e músculos profundos

alongamento-da-musculatura-do-gluteo-e-musculos-profundos-02Segurando-se em um apoio cruze a perna descansando o tornozelo sobre o joelho da perna oposta e agache como se fosse sentar. Caso tenha dificuldade para este movimento faça-o sentada com a perna cruzada flexionando o tronco para frente. “Este alongamento é indicado para pessoas com dores na região lombar na região do nervo ciático”, diz o personal.

3 – Alongamento para musculatura da frente da coxa

alongamento-para-musculatura-da-frente-da-coxa-03Apoiando-se em algum local flexione a penar e segure o pé “forçando” o calcanhar em direção ao glúteo. Lembre-se de manter a coluna ereta e a perna de apoio com o joelho semiflexionado. O movimento é ideal para aqueles que caminham muito durante ou dia ou passam muitas horas em pé.

4 – Alongamento da musculatura das costas e lateral do tronco

alongamento-da-musculatura-das-costas-e-lateral-do-tronco-04Segure-se com o braço acima da cabeça, mantenha os pés unidos e alinhados com o braço de apoio e projete o quadril para a lateral. “Este alongamento pode ser realizado segurando no batente de uma porta. É muito agradável proporciona um alívio para a musculatura tensa das costas”, conta o personal.

5 – Alongamento da musculatura peitoral

alongamento-da-musculatura-peitoral-05Com as pernas afastadas na largura dos ombros e joelhos semiflexionados, coloque o braço para traz e apoie a mão sobre uma parede, de forma que você sinta a musculatura peitoral alongar levemente. Este movimento ajuda a “soltar” a musculatura peitoral e do braço.


Fonte: Terra



Escrito por Airton \\ tags: , , , , ,

set 03

Ser ativo pode diminuir em 50% a chance de ter câncer, dizem médicos

gordinhoO exercício regular pode aumentar em até 10 anos a expectativa de vida e pode reduzir em até 50% a chance de desenvolver doenças crônicas, como câncer, diabetes e doenças cardíacas. Este é o alerta emitido após a realização do Simpósio sobre
Balanço Energético da Série Científica Latino americana, que reuniu cerca de 130 especialistas em agosto, em São Paulo.

Os médicos afirmam que a conscientização da população para uma vida mais ativa deve ser uma prioridade nas agendas de políticas públicas de todos os países. Exercício físico
e cuidados com a alimentação são as melhores formas de combater os problemas associados ao ganho de peso, segundo Fernando Lavalle, presidente do Comitê Científico responsável pela organizacão do simpósio:

– O controle inadequado do balanço energético é, sem sombra de dúvida, a principal causa de obesidade que afeta a América Latina.

O especialista em Medicina Interna da Universidade de Rosário, na Colômbia, John Duperly, afirma que fazer uma hora por dia de atividade física ativa cerca de 800 genes que contribuem para a manutenção da boa saúde, bem como para reduzir em até 50% o desenvolvimento de doenças como câncer, diabetes e derrame.

Até agora, diz Duperly, não há droga tão eñcaz para uma vida saudável quanto o exercício. Ele explicou que cinco intervenções no estilo de vida podem reduzir o risco de até 90% de desenvolver diabetes tipo 2: não fumar, ter um consumo moderado de álcool, comer cinco porções de frutas e vegetais, fazer meia hora de exercícios por dia e, ainda, manter o peso adequado à altura.


Gorduras e açucares são os maiores vilões

Eric Ravussin, diretor do Centro Biomédico Pennington de Pesquisa em Nutrição sobre Obesidade da Universidade do Estado de Louisiana, disse que um dos fatores determinantes no ganho de peso experimentado pela população do mundo nos últimos anos e’ o aumento do consumo de gordura, ao invés da ingestão de carboidratos e açúcares, uma vez que as gorduras têm um maior impacto no desequihbrio de energia
O especialista explica que o metabolismo do corpo humano funciona de forma diferente para carboidratos e gorduras. Enquanto os primeiros vão para o fígado, e servem para proporcionar energia ao músculo esquelético, as gorduras praticamente servem para aumentar o tecido adiposo.
No entanto, segundo Ravussin, é preciso estudos mais consistentes que expliquem o desequilíbrio entre a ingestão de calorias e o gasto energético porque “no meio ambiente há muitos gatilhos que podem disparar a obesidade e ainda há muitas coisas para descobrir”.



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , ,