nov 01

fuso-horario-acreOs eleitores do Acre decidiram ontem (31/10) aumentar a diferença do fuso em relação a Brasília. A votação ocorreu simultaneamente ao segundo turno da eleição para presidente.

Em resposta à pergunta “Você é a favor da recente alteração de horário legal promovida no seu Estado?”, 56,8% responderam até o momento “não”, contra 43,2% de adeptos do “sim”.

A hora atual foi proposta pelo senador Tião Viana (PT) –governador eleito no primeiro turno deste ano– e sancionada pelo presidente Lula em abril de 2008.

Com a mudança, o Acre ficou com uma hora a menos do que na capital federal. A diferença passa para duas horas durante o horário de verão.

Antes, o Estado ficava com duas horas de diferença –três horas no verão. É assim que a maioria dos eleitores preferiu ver os ponteiros funcionando.

A mudança não é automática e será agora enviada ao Congresso.

DUAS FRENTES

O referendo foi proposto pelo deputado federal Flaviano Melo (PMDB). O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) do Estado organizou dois comitês apartidários: a Frente 55 (alusão ao número do “sim”) e a Frente de Resgate do Nosso Antigo Horário (o número era 77).

Para Missias Lopes, coordenador do grupo do “não”, “o princípio da democracia não foi respeitado” na época da mudança. Ele diz também que estudantes e trabalhadores foram prejudicados porque saem de manhã ainda no escuro.

O grupo apontava ainda a hipótese de que a mudança quis ajudar emissoras de TV.

Desde 2007, por decisão do Ministério da Justiça, as redes devem respeitar a classificação indicativa de horário de acordo com cada faixa etária.

Fonte: Folha.com



Escrito por Airton \\ tags: , , ,