jul 11

Neste inverno é comum as pessoas ficarem gripadas, mas o que vem preucupando o Brasil é que esta gripe pode ser perigosa. Este ano há muitos casos confirmados de Gripe A (H1N1), e muitos não sabem o que fazer ou se estão com a doença. Os sintomas aparecem de um a dois dias após a infecção. A primeira regra é ficar em casa assim que se sentir doente, pois você pode facilmente espalhar os germes para as outras pessoas. Se possível, não saia de casa nas primeiras 24 horas após ter os surtos de febre. Compare os sintomas da Gripe comum e a Influenza A (H1N1):

sintomasgripeA

Para dete-la, o tratamento mais comum para a gripe é tratar beber bastante líquido, tomar remédios para reduzir a febre, e descansar bastante. E ficar em casa, para não espalhar os germes. Onde quer que você esteja, sempre cubra a boca com um lenço ao tossir ou espirrar, jogue o lenço fora depois, e, mais uma vez, lave as mãos com água e sabão regularmente.
Medicamentos antivirais não previnem a doença, mas podem encurtar sua duração e reduzir os sintomas se tomados dentro de 48 horas após o aparecimento dos primeiros sintomas. Tanto o Tamiflu® quanto o Relenza® foram usados recentemente para tratar pessoas que ficaram seriamente doentes durante a pandemia de gripe H1N1 de 2009, por exemplo. O Centers for Disease Control (Centro de Controle de Enfermidades dos Estados Unidos) recomenda o uso de oseltamivir ou zanamivir para o tratamento e prevenção da infecção contra este vírus influenza suína. Os remédios antivirais são drogas prescritas (comprimidos, xaropes ou por inalação) que combatem o vírus e impedem que se reproduza no seu organismo. Se você ficar doente, os remédios contra o vírus tornam a doença menos grave, previnem as complicações e permitem que a melhora clínica seja mais rápida. Para o tratamento funcionar melhor, ele deve ser iniciado precocemente, assim que você ficar doente (dentro de dois dias após o início dos sintomas). Sempre com orientação médica.

Se os sintomas persistirem ou piorarem depois de três a cinco dias, principalmente a dificuldade respiratória, a pessoa pode estar com uma doença secundária, como pneumonia, bronquite ou sinusite, e deve procurar um médico.




Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , , , ,

ago 08

Cientistas dos Estados Unidos descobriram um anticorpo (moléculas responsáveis por combater infecções no corpo) que age contra 30 das 36 “versões” da gripe, o último avanço na busca de um tratamento universal e de uma vacina contra a doença, segundo estudo publicado esta segunda-feira (8).

O novo anticorpo, chamado CH65, consegue “grudar” na superfície do vírus da gripe, que sofre mutações a cada temporada, forçando os especialistas a desenvolver uma nova vacina de tempos em tempos.

O anticorpo foi encontrado nas células de um voluntário, que tomou vacina contra a gripe desenvolvida para o ano de 2007. De acordo com o principal autor do estudo, Stephen Harrison, do Hospital Infantil de Boston, isso indica que o sistema imunológico humano pode ajustar sua resposta à gripe e de fato produzir, embora com uma frequência baixa, anticorpos que neutralizam toda uma série de versões do vírus.

– Nosso objetivo é entender como o sistema imunológico seleciona os anticorpos e utiliza essa informação para fazer melhorias que contribuam para a elaboração de uma vacina que favorecerá a amplitude sobre a especificidade.

Na semana passada, pesquisadores britânicos e suíços anunciaram, na revista americana Science, a descoberta do primeiro anticorpo humano capaz de eliminar todos os vírus da gripe.

Esse anticorpo, chamado FI6, foi posto à prova nos subtipos de vírus da gripe A e sempre demonstrou eficácia.



Escrito por Airton \\ tags: , , ,