set 20

Do total de assinantes, 82,2% utilizam o sistema pré-pago.
Dados da Anatel são contabilizados desde 2000.

celular-operadoras-smartphone

A base de usuários de celulares no Brasil cresceu 1,29% em agosto sobre o mês anterior, para 189,4 milhões de assinantes, segundo números divulgados nesta segunda-feira (20) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No mês passado foram contabilizadas 2,4 milhões de novas habilitações, elevando a penetração da telefonia móvel a 97,96% dos habitantes do país, contra 96,83% em julho.

Do total de assinantes no país, 82,2% utilizam o sistema pré-pago, enquanto que apenas 17,8% são assinantes de planos pós-pagos. No ano até agosto o número de habilitações soma 15,5 milhões, a segunda maior para o período, atrás apenas do registrado em 2008, quando foram 17,4 milhões de habilitações nos oito meses. Os dados da Anatel são contabilizados desde 2000.

Operadoras
A Vivo, agora controlada somente pela Telefónica, encerrou agosto com 30,23% de fatia de mercado, contra 30,25% em julho, com total de 57,3 milhões de clientes.

A Claro, do conglomerado mexicano de telecomunicações América Móvil, segue na segunda posição, com 25,43% de participação de mercado em agosto, contra 25,42% em julho, ou 48,2 milhões de usuários.

A TIM Participações, da Telecom Italia, registrou no mês passado market share de 24,25%, ante 24,05% em julho, o maior avanço mensal entre as quatro maiores operadoras, para quase 46 milhões de usuários.

A Oi, na qual a Portugal Telecom comprou participação, foi a que mais perdeu terreno entre as quatro maiores do setor. A operadora terminou agosto com 19,74% de market share, contra 19,93% em julho, ou 37,4 milhões de usuários.

Fonte:  G1 Tecnologia



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , , , ,

jul 21

A Anatel publica na terça-feira, no “Diário Oficial da União”, os porcentuais de reajuste. Os reajustes devem entrar em vigor na quinta-feira porque as empresas são obrigadas a publicar, 48 horas antes de iniciarem a cobrança, os novos valores das tarifas em jornais de grande circulação nas regiões onde atuam

Segundo o gerente de Tarifas e Preços da Anatel, Wanderli Campos a agência não aprovou reajuste para as tarifas da Embratel, porque a empresa não entrou com pedido na agência

Nos casos de serviços locais, o índice de reajuste é o mesmo tanto para assinatura quanto para o minuto de duração da ligação.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) aprovou nesta segunda-feira os índices de reajuste da telefonia fixa, que são de 2,7651% para os serviços da Oi e de a 3,0118%, para a Brasil Telecom, a Telefônica, a CTBC e a Sercomtel (Serviço de Comunicação Telefônica).

Os reajustes, que devem entrar em vigor na próxima quinta-feira, serão válidos para ligações locais entre telefones fixos, ligações de fixos para celulares e também interurbanos a partir de telefones fixos. Para aprovar o reajuste, a Anatel levou em conta a variação de 4,46% registrada no Índice de Serviços de Telecomunicações (IST) de junho de 2007 a maio de 2008. Sobre o IST foi aplicado um redutor (Fator X) que permite que sejam repassados às tarifas os ganhos de produtividade das empresas.



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , ,