nov 23

templo budista tres coroas rs

Feitos de argila misturada com fibras de algodão, pequenos leões das neves recepcionam aqueles que se aproximam de cada entrada do templo prestes a ser inaugurado no Centro Budista Khadro Ling, em Três Coroas, no Vale do Paranhana, no dia 5 de dezembro. Eles simbolizam a proteção.

Planejado e executado conforme manda a cultura tibetana, o templo tem cores, técnicas e medidas desenhadas pelas mãos de artistas que vieram do Tibete e do Butão para dar forma genuína ao local. A conclusão da obra concretiza uma das principais aspirações do tibetano Chagdud Rinpoche, fundador do centro budista de Três Coroas.

Faltando menos de 15 dias para a chegada dos lamas – mestres budistas vindos da Ásia, da Europa e dos quatro cantos da América –, dezenas de voluntários se revezam para dar os retoques à primeira réplica do Palácio Terra Pura de Padmasambava no Ocidente.

Chagdud Khadro, viúva de Rinpoche, é a atual diretora espiritual da rede de centros budistas Chagdud Gonpa Brasil. Norte-americana, Khadro não arrisca uma palavra em português, mas faz questão de transmitir aos brasileiros o agradecimento a todos que abraçaram o projeto.

– Acreditamos que isso tudo só foi possível pela bênção de Rinpoche. Mas é um projeto brasileiro, que teve suporte e doações dos brasileiros – destaca Khadro.

O novo templo não tem data confirmada para abrir ao público. Do dia 1º ao dia 12 de dezembro, o centro estará fechado para visitação, período em que serão realizadas cerimônias nas quais os mestres transmitirão bênçãos e energias para cada espaço do templo. Cerca de 500 praticantes do budismo no Brasil e no mundo devem presenciar o momento simbólico.




Escrito por Airton \\ tags: , ,