jan 29

Bairro e estabelecimento flagrado

• Alto Teresópolis – Supermercado Castelo
• Aparício Borges – Armazém Monini, Minimercado Nocolini e Mini Mercado Tiririca
• Azenha – Mercado Luciano Viedderi
• Cascata – Mini Mercado Fabonato
• Cidade Baixa – Nacional
• Cristal – Supermercado Gabaroma
• Glória – Minimercado Vettorazzi, Mini Mercado Embratel e Mini Mercado Lauder
• Itu Sabará – Mercado Duarte
•Jardim Leopoldina – Mercado JH
• Menino Deus – Mini Mercado Viesseri e Supermercado Monegat
• Navegantes – Mercado Idacir Luiz Rigo
• Partenon – Super Neni e Mini Mercado Carolina
• Passo d’Areia – Mercado Itália
• Passo das Pedras – M&B Sorriso
• Rubem Berta – Alberi Roque Tomielo e Mercado Femandi
• São Sebastião – Mercado Monaco e Minimercado São Sebastião
• Sarandi – Churrascaria Garoupa e Lancheria Garoupa
• Teresópolis – Mini Mercado Perin
• Vila Ipiranga – Mercearia do Gringo e Mercado Orion

decon-rs-alimentos 

Entenda a Operação

Policiais da Delegacia de Polícia de Proteção aos Direitos do Consumidor, Saúde e da Propriedade Intelectual, Material Industrial e Afins (Decon), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) apreenderam, mais de 3.500 mercadorias vencidas em 29 mercados, na Operação "Vencimento", em Porto Alegre. Segundo o titular da Decon, delegado Fernando Soares, foram instaurados 29 inquéritos policiais, sendo indiciados 48 proprietários e gerentes dos estabelecimentos por crime contra o consumidor.

Na ação, que ocorreu do dia 16/01 até 24/01, foram apreendidos diversos alimentos impróprios para o consumo, entre eles, carnes resfriadas, fígado bovino, salsichões e mercadorias com mais de dois anos de vencimento: palmito, com validade até 07/2009, chás (05/2010) e doces com validade até 07/2010.

De acordo com o delegado Soares, este tipo de operação policial tem como objetivo principal a conscientização dos comerciantes e um maior esclarecimento dos consumidores sobre seus direitos. Ele enfatiza que todos os proprietários e de estabelecimentos que forem identificados com mercadorias impróprias ao consumo serão responsabilizados criminalmente.
As operações continuarão em Porto Alegre devendo se estender para região metropolitana e litoral.

Palmito tinha vencido em 2009

O presidente da Associação Gaúcha de Supermercados (Agas), Antônio Longo, relevou:
– Orientamos para ter cuidado. Mas o controle é humano, e pode haver falhas. O cliente também precisa estar atento.

– Não há vantagem em vender produtos fora do prazo. Os fabricantes trocam os produtos que passam da data.

Para o delegado Fernando, o problema vai além:
– Há irregularidades de três anos, que colocam até mesmo vidas em risco. Um leite para crianças vencido pode gerar infecções graves.

Representante do Movimento das Donas de Casa, Edy Mussoi assustou-se:
– Que falta de respeito! A gente escolhe um mercado por confiança para receber isso?
• O prazo de validade é o tempo no qual o produtor garante a integridade do produto, em condições ideais de
armazenamento. Evite comprar com o prazo próximo de encerrar.
• Se você verificar que o produto está fora da validade, reclame à gerência e denuncie ao Procon ou à delegacia mais próxima.
•Se percebeu só em casa, guarde a nota, denuncie à polícia e exija a troca.
•A Delegacia do Consumidor (Decon), do Deic, fica na Rua Sete de Setembro, Centro. O telefone é 3212-9476.




Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , , , , ,