maio 17

brazil-apple-ipad2-tablet-ebookO ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, afirmou nesta terça-feira que o conjunto de medidas de desoneração de tablets que o governo avalia vai resultar numa redução de 36% no preço do equipamento.

Essa avaliação não leva em conta a redução de ICMS, que ficará a cargo dos Estados.

O governo prepara para esta semana a desoneração dos tablets com duas medidas. Primeiro será publicada medida provisória que enquadra esses equipamentos na mesma lei de incentivos de computadores e notebooks. Depois, será publicada uma portaria interministerial aprovando o PPB (Processo Produtivo Básico) do produto.

Com as medidas, haverá isenção completa de PIS/Cofins, que hoje é de 9,25%, redução de IPI –de 15% para 3%– e redução de imposto de importação e ICMS, a depender de cada Estado.

tablet-samsung

O ministro esteve presente no Seminário Estímulos à PD&I no Setor de Telecomunicações, organizado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) e pelo Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada).

REGULAMENTAÇÃO

Bernardo falou que a melhor maneira de estimular o desenvolvimento e inovação tecnológica em telecomunicações é melhorando o ambiente regulatório. E cobrou da Anatel mais celeridade na apuração das regras do setor.

“Regulamento abre portas para mais investimentos”, disse Bernardo.

Segundo ele, há pelo menos oito importantes regras em análise na agência, a maioria já em processo de discussão.

Fonte: Folha.com



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , , , ,

set 20

Do total de assinantes, 82,2% utilizam o sistema pré-pago.
Dados da Anatel são contabilizados desde 2000.

celular-operadoras-smartphone

A base de usuários de celulares no Brasil cresceu 1,29% em agosto sobre o mês anterior, para 189,4 milhões de assinantes, segundo números divulgados nesta segunda-feira (20) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No mês passado foram contabilizadas 2,4 milhões de novas habilitações, elevando a penetração da telefonia móvel a 97,96% dos habitantes do país, contra 96,83% em julho.

Do total de assinantes no país, 82,2% utilizam o sistema pré-pago, enquanto que apenas 17,8% são assinantes de planos pós-pagos. No ano até agosto o número de habilitações soma 15,5 milhões, a segunda maior para o período, atrás apenas do registrado em 2008, quando foram 17,4 milhões de habilitações nos oito meses. Os dados da Anatel são contabilizados desde 2000.

Operadoras
A Vivo, agora controlada somente pela Telefónica, encerrou agosto com 30,23% de fatia de mercado, contra 30,25% em julho, com total de 57,3 milhões de clientes.

A Claro, do conglomerado mexicano de telecomunicações América Móvil, segue na segunda posição, com 25,43% de participação de mercado em agosto, contra 25,42% em julho, ou 48,2 milhões de usuários.

A TIM Participações, da Telecom Italia, registrou no mês passado market share de 24,25%, ante 24,05% em julho, o maior avanço mensal entre as quatro maiores operadoras, para quase 46 milhões de usuários.

A Oi, na qual a Portugal Telecom comprou participação, foi a que mais perdeu terreno entre as quatro maiores do setor. A operadora terminou agosto com 19,74% de market share, contra 19,93% em julho, ou 37,4 milhões de usuários.

Fonte:  G1 Tecnologia



Escrito por Airton \\ tags: , , , , , , , , ,